Nacional

Optimus Primavera Sound termina com 75mil espectadores

O festival existe há 2 anos em Portugal e é uma réplica do San Miguel Primavera Sound, em Barcelona.

O festival existe há 2 anos em Portugal e é uma réplica do San Miguel Primavera Sound, em Barcelona.
(Fonte:meusimplesolhar.blogspot.com)

O primeiro festival de verão a passar por Portugal, mais precisamente na cidade do Porto, obteve mais de 50 mil espectadores ao longo dos seus 3 dias de espectáculo.

José Barreiro, um dos directores do festival, fez um balanço positivo do festival tendo afirmado que o evento correu “sobre rodas, sem cancelamentos de ultima hora e quando se faz um festival com quase 60 projectos podem acontecer muitos imponderáveis…. Mas correu na perfeição”.

A organização do evento prevê que foram cerca de 75 mil pessoas que passaram pelo Parque da Cidade para assistir aos vários concertos que existiram ao longo do festival.

O segundo dia do festival foi o que mais rendeu à organização tendo sido o que mais audiência teve, devido à actuação dos Blur, José Barreiro afirmou que foi o dia  em que “os livros de reclamações estiveram praticamente vazios”, prometendo ainda que para o ano o festival vai continuar com a ideia de que “qualidade é incompatível com massificação”.

O dia de ontem, e último do festival, ficou marcado pelo regresso dos My Bloody Valentine, que regressaram aos discos este ano, após 22 anos de ausência, e mesmo sem conseguir a dimensão de espectadores que Blur ou Nick Cave tiveram nos dias anteriores foram momento mais alto da noite.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s