TV/Média

Mais Big Brother

Mais uma vez a TVI a supreende o publico com o mesmo programa. (Fonte:radarpt.com)

Mais uma vez a TVI a surpreende o publico com o mesmo programa.
(Fonte:radarpt.com)

Mais uma vez a TVI apostou num reality show, desta vez com vip´s, a originalidade que ultrapassa qualquer imaginação possível. Em 2002, o mesmo canal já tinha apostado nesta vertente, e 11 anos depois repete a dose.

Desta vez com remodelações na casa, que outrora era só uma casa com piscina,galinheiro e um jardim, este ano resume-se a duas divisões na casa, uma chamada de “barracão” e a “casa principal”, onde constantemente os ditos famosos, trocam de zona na casa.

Este ano TVI esmerou-se não só na casa, como nos famosos, pergunto-me a mim mesmo, onde é que se encontram os famosos naquela casa. Onde aparece uma pessoa de outro país que poucos, e arrisco-me a dizer nenhum português conhecia, a participante Kelly Baron, não querendo passar por Xénofobo, mas pergunto-me honestamente se alguém a conhecia, para ter a oportunidade de entrar neste programa.

VIP no dicionário português significa e passo a citar:

“adj.m e f. Diz-se daquele que possuí certa influência, pertencente a uma classe privilegiada e detém algum tipo de poder.

Pessoa importante ou que possui estas características.”

Agora mais me pergunto, que influência tem uma pessoa que ninguém, ou poucos fazem ideia que existe? Considero que a Endemol e a TVI fizeram este programa à força, tinham de encher um espaço de horário nobre, e como as novelas saem caro, tal como o programa, a TVI não consegue sair do seu registo e explorar novas experiências.

É verdade que o primeiro Big Brother foi o que teve impacto por ser novidades, a Quinta das celebridades, pode também ser considerada boa, pois foi das poucas vezes em que o canal apostou numa celebridade que fez as pessoas rir e entreter, falo de José Castelo Branco.

Na altura apostavam um pouco num tema leve e cómico, actualmente, vejo a TVI a apostar em mexerico e sempre com as mesmas ideias de programa que me fazem admirar de como aquele programa ainda tem audiências para se suster.

Tendo em conta as criticas que tem havido nos últimos anos sobre o programa e a forma como os concorrentes faziam para ter a sua fama, diga-se “passageira”, pois mais tarde ou mais cedo caiem no esquecimento, porque é sempre o mesmo, algo que não acontecera com o primeiro Big Brother, quem não se lembra do Zé Maria? Ou do mítico, pontapé de Marco à concorrente Sónia?

Estes ainda estão  presentes na mente dos portugueses, não pela fama que quiseram obter, e do que a fizeram para a ter, mas por terem sido os “heróis” de tentar arriscar num programa novo e inovador na altura.

Penso que a TVI devia rever a sua forma de gerir o seu espaço televisivo e apostar em coisas novas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s