Nacional

Portugal sofreu o maior aumento de impostos da UE em 2011

De acordo com os dados divulgados, esta segunda-feira, pelo Eurostat, Portugal foi o país que mais carga físcal sofreu da União Europeia, entre 2010 e 2011.

Segundo o gabinete de estatística da UE o peso dos impostos no PIB subiu de 31,5% para 33,2%, foi a maior subida registada entre os países membros.

Depois de Portugal aparece a Roménia onde a carga fiscal aumentou de 26,7% para 28,2%, e depois a França onde aumento de 42,5% para 43,9%.

Em contra-partida os países com menos carga físcal são a Lituânia, a Bulgária, a Letónia, a Roménia, a Eslováquia e a Irlanda todos entre 26% e 28,9%.

O comum, nos estados membros, é que os impostos sobre o trabalho são os que mais contribuem para as receitas físcais, depois seguem-se os impostos sobre o consumo.

Portugal tem ainda, segundo dados referentes a 2013, a quarta taxa máxima sobre rendimentos singulares da UE (53%), atrás da Dinamarca (55,6%) e da Bélgica (53,7%).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s