Nacional

Governo admite restrições à publicidade a bebidas alcoólicas dirigida aos jovens

O governo ainda tento por fim os patrocínios das cervejeiras aos festivais de Verão, mas a ideia não avançou. 

alcoolismo

O FNAS defende, que os 18 anos deviam ser o limite mínimo para a venda de todas as bebidas alcoólicas.
(fonte: gabriele-albuquerque.blogspot.com)

Fernando Leal da Costa, Secretário de Estado da Saúde, afirmou que “ainda há qualquer coisa que pode ser feita no que respeita aos processos de convite ao consumo, nomeadamente a publicidade a bebidas alcoólicas” dirigida a públicos mais jovens.

O combate ao alcoolismo nos mais jovens, tem aumentado nos últimos tempos, com várias medidas restritivas.

Manuel Cardoso, subdiretor do antigo Instituto da Droga e da Toxicodependência, já tinha indicado que o reforço destas restrições, poderiam passar pelos patrocínios dos festivais de Verão, o que não se concretizou.

Na sessão do Fórum Nacional Álcool e Saúde (FNAS), que decorreu no passado dia 4 em Lisboa, Leal da Costa apelou à contenção dos convites ao consumo, afirmando contar neste processo com “o extremo bom senso” do fórum.

O FNAS manifestou em comunicado, ter ficado surpreendido  pela distinção estipulada pela nova lei do álcool quanto à idade mínima legal de acesso a venda de bebidas alcoólicas, que passou a ser de 18 anos só para as bebidas espirituosas e de 16 anos para a venda e consumo de vinho e cerveja. O FNAS defende, ainda, que os 18 anos deviam ser o limiar mínimo para a venda de todas as bebidas alcoólicas, sem distinções.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s