Lisboa num só dia

As divergências dos bairros de Alfama e Castelo

Dois bairros que convivem lado a lado mas que têm os seus desacatos, principalmente por causa das Marchas Populares)(Fonte:commons.wikimedia.org)

Dois bairros que convivem lado a lado mas que têm os seus desacatos, principalmente por causa das Marchas Populares)
(Fonte:commons.wikimedia.org)

Lisboa é uma das cidades portuguesas com mais bairros espalhados na sua área, o número de bairros existentes na capital do país chega mesmo a ultrapassar a centena de bairros alcançando o número de 150. Todos eles marcados pela sua forma de vida e cultura diferentes que coexistem de forma harmoniosa, mas nem todos os bairros se podem gabar de se darem cinco estrelas com o bairro vizinho.

Falo-vos  dos bairros do Castelo e Alfama, dois bairros que se encontram na zona sul de Lisboa, que vivem lado a lado e com uma separação muito ténue entre os dois. De acordo com os moradores dos bairros eles são separados pelas ruas de Santiago e de São Tomé.

Contorno Vermelho: Bairro do CasteloContorno Amarelo: Bairro de Alfama(Fonte:Google Maps)

Contorno Vermelho: Bairro do Castelo
Contorno Amarelo: Bairro de Alfama
(Fonte:Google Maps)

Do lado sul da rua de Santiago e São Tomé encontra-se o Bairro de Alfama que é um dos mais antigos de Lisboa que abrange as freguesias de São Miguel, Santo Estevão e São Vicente de Fora, sendo uma das zonas da cidade com melhor  vista sobre o rio Tejo.

É um bairro muito peculiar porque se assemelha a uma antiga aldeia não só pela comunidade ser relativamente pequena e próxima como também por ser muito frequentado diariamente por turistas portugueses e estrangeiros, tendo sido considerado o mais seguro de toda a cidade de Lisboa. É conhecido pelos seus restaurantes e casas de fado, assim como pelos festejos dos Santos Populares, em especial na noite de Santo António, de 12 para 13 de Junho.

Do lado norte das ruas temos o Bairro do Castelo considerado o Bairro berço da cidade que é composto pelas freguesias do Castelo e freguesia e de Santiago.

De acordo com o com os moradores o bairro do Castelo é a zona que originou a restante Lisboa, sendo assim considerado o berço da cidade. As suas casas apresentam características medievais, observando-se constantemente vários brasões espalhados pelas ombreiras das portas, existindo vários edifícios em reabilitação, sendo que a maioria já se encontra em boas condições.

Da história à acção

Algo que se pode ter em conta quando se entra em qualquer um destes bairros, é que se tem de ter cuidado, pois se estamos perdidos e entrarmos num café para pedir algumas informações e afirmar o nome do bairro vizinho pode provocar mau ambiente no local onde se encontra. Só o simples facto de se referir a frase “Isto aqui é o bairro de Alfama” no bairro do Castelo, é meio caminho andado para se ser mal visto e até mesmo ameaçado pelos moradores da zona.

casteloDe acordo com Isabel Sousa, dona de uma mercearia nos arredores do Castelo de São Jorge, diz que o principal ódio entre os bairros foca-se “nas marchas populares, porque sempre que estamos em altura de marchas os ânimos aqui (castelo) exaltam-se com as pessoas de Alfama mas não se chega às agressões”.

Já uma moradora da freguesia de Santiago, Dona Rita com quem me encontrei pelo caminho disse algumas informações que poderão vir a contradizer o que eu escrevi anteriormente.

“O senhor vai para Alfama? Tenha atenção com os carteiristas que há nessa zona,  isso ai é muito perigoso.”

Imagem0131Algo que levei em consideração pois não conhecia a zona. Ao continuar a minha caminhada cheguei ao restaurante “Dragão de Alfama” onde me encontrei com a Maria Cecília de 74 anos, dona do estabelecimento há 22 anos que me disse “que as pessoas do Castelo têm só inveja e que a zona perigosa é mesmo o Castelo pois é onde à mais turistas e é propícia a isso.” mas numa coisa ambos os lados estão de acordo “as marchas populares são a razão do ódio que separa os bairros”.dragao de Alfama

Proprietária de uma das melhores casas de fado do bairro. Maria Cecília gaba-se de que a sua casa é uma das mais concorridas do bairro e que num  só sábado fica com casa cheia para assistir a fadistas como Ana Moura que é uma das fadistas “da casa”.

Mesmo com estas discórdias entre bairros ambos demonstram ter um bom ambiente e várias áreas que podem ser exploradas, com monumentos e museus que podem e devem ser visitados pelos turistas.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s