Em Foco

Deduzir 5% de IVA no IRS compensa?

Muitas pessoas consideram pouco satisfatório esta dedução de 5%(Fonte:escapemotorpneu.blogspot.com)

Muitas pessoas consideram pouco satisfatória esta dedução de 5%
(Fonte:escapemotorpneu.blogspot.com)

Desde janeiro que o governo implementou a nova lei das facturas, algo que trouxe outra medida acrescida, a dedução de 5% no IVA em qualquer reparação ou revisão nas oficinas. Medida que agora em Março se vai sentir porque o governo vai saber se os portugueses andam ou não a cumprir a lei, já que Março é o mês da dedução fiscal.

Esta medida da dedução de 5% de IVA é uma medida que durante estes 3 meses não tem sido recebida da melhor forma, pois os consumidores consideram que esta dedução não chega para satisfazer os gastos que têm em oficinas e mecânicos.

Sofia Cabral de 32 anos tem o seu automóvel há 11 anos e não acha “que a medida seja benéfica porque as pessoas não estão propriamente a dirigir-se ao mecânico e pedir facturas, é um serviço que por vezes pode ser caro mas que pouco impacto terá na devolução de dinheiro que o estado irá fazer com o IRS em Julho.”

Já Eduardo Fernandes, mecânico há 19 anos considera que é indiferente que esta medida vá para a frente, pois“ o governo é que sai a ganhar. O facto de esta dedução existir é somente para o governo ter as pessoas debaixo de olho e pedirem sempre factura, porque no final de tudo nós é que vamos ver o dinheiro a sair da nossa carteira e o estado a ficar com ele.”

Feitas as contas uma despesa de reparação numa oficina que custe 100euros sem IVA e que posteriormente peça factura irá ter um acrescento de 23% de IVA, que é a taxa normal em Portugal continental, com este acrescento de IVA vai ter de pagar no total 123 euros ao mecânico. Quando for deduzir este valor no seu IRS o governo irá devolver-lhe uma percentagem de 5% do valor do IVA que pagou, ou seja o estado vai devolver-lhe 1.15 euros dos 23 euros que você teve de acrescentar ao valor base da despesa no mecânico. Para se alcançar um valor significativo na dedução de Iva como 250 euros teria que fazer uma despesa nas oficinas no valor superior a 22 mil euros.

A Associação Nacional de Empresas de Comércio e Reparação Automóvel diz que “estamos perante uma medida pouco persuasiva, ou seja, sem ambição e pouco atraente para os contribuintes, uma vez que devia permitir uma dedução do IVA bem acima dos 5% e com um limite mais alargado, dizendo ainda que “se trata de um incentivo que devia ser mais apelativo. O teto de 250 euros é curto. Devia ser mais alto para as pessoas sentirem que não vale a pena fugir ao mercado paralelo”.

Já o Técnico Oficial de Contas (TOC) Telmo Gomes dá a sua opinião sobre o tema deixando claro que mesmo sendo pouco o lucro que se obtenha é sempre bom.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s