Em Foco

Muito riso… muito juízo

O yoga do riso já se tornou numa terapia mundial e transversal a todas as idades. Os benefícios físicos e psicológicos têm cativado cada vez mais pessoas que, depois de experimentar, confirmam as vantagens e passam a ideia de boca em boca.

António Fernandes dá sessões de Yoga do Riso todas as terças-feiras, no núcleo de Sintra da ADFA

António Fernandes dá sessões de Yoga do Riso todas as terças-feiras, no núcleo de Sintra da ADFA

António Fernandes tem 68 anos e conheceu o yoga do riso em 2008, depois de lhe ter sido diagnosticado um cancro no cólon. “Comecei a rir e descobri que o stress dos primeiros dias com o cancro desapareceu. Reagi positivamente e hoje é o dia em que posso dizer que não tenho uma noite perdida a pensar na doença. Tratei de mim e consegui vencê-la.”

Venceu o cancro e fez o curso de yoga do riso. Hoje em dia dá sessões de yoga todas as terças-feiras, no núcleo de Sintra da Associação dos Deficientes das Forças Armadas (ADFA). Mas este testemunho de força e vontade de viver tem cativado cada vez mais pessoas. António Fernandes começou, também, a dar “aulas” no quartel dos Bombeiros Voluntários de Queluz e em algumas associações.

“Faço bem a mim e ajudo os outros e essa é a melhor recompensa que eu posso ter. Rir é mesmo o melhor remédio”, acrescentou.

Muito riso, pouco juízo!

Já diziam os antigos “muito riso, pouco juízo”. É certo que, por norma, devemos confiar nos velhos ditados mas para os defensores do yoga do riso “este estigma, que está enraizado na nossa sociedade, já era. Temos de estar abertos à novidade e à mudança. O riso é uma ‘boa-nova’ que se está a espalhar, felizmente. Hoje em dia quem tem muito riso tem mais saúde e é mais feliz”, assegurou Fernandes, o homem do riso.

Custódia Guerreiro segue-lhe os passos há três anos e, como ele, já não consegue viver sem aquilo que, para ela, já é uma terapia. “O riso ajuda-me a viver e a ficar mais nova. É maravilhoso, ajuda a esquecer o que não se deve lembrar, faz-nos bem”, confirmou.

Yoga do riso – o que é afinal?

O Yoga do riso (Hasya Yoga) é uma atividade de catarse coletiva através do riso. Foi criado e desenvolvido pelo médico indiano Madan Kararia. Esta ideia espalhou-se por mais de 60 países, e Portugal não foi exceção.

O que acontece numa sessão de yoga do riso?

As sessões de yoga do riso conjugam exercícios físicos, exercícios de respiração, de riso e de meditação e relaxamento.

O riso é estimulado com o contacto visual, com jogos de grupo, com canções populares e com cenários divertidos inventados no momento. O riso é contagioso e, por isso, rapidamente passa de falso a real e espontâneo.

As sessões acabam com músicas suaves e exercícios de relaxamento para que os participantes consigam tirar o melhor proveito desta “pausa” na correria que é o dia-a-dia.

Veja o vídeo de uma aula de Yoga do Riso: 

Quais os benefícios?

O Yoga do riso é um método, não uma terapia. É uma técnica de transformação de atitudes e emoções que aproveita situações diárias de stress, utilizando o riso como ferramenta. Tem já comprovados benefícios físicos e mentais.

Das vantagens físicas destacam-se o aumento dos níveis de oxigénio no corpo, a produção de endorfinas (a chamada morfina natural do corpo – hormonas do prazer que estão relacionadas com a dor, depressão, ansiedade e humor, por exemplo), o relaxamento total e a melhoria do funcionamento dos sistemas respiratório, cardiovascular e imunitário.

A nível psicológico e emocional o Yoga do riso faz aumentar a autoestima, a motivação, a memória, a criatividade e a resistência ao stress, diminui a ansiedade e previne estados depressivos.

Para além disto, este método melhora as relações interpessoais, ajuda a desenvolver a capacidade de focalização e favorece um maior desempenho a nível profissional.

O riso tem idade limite?

O Yoga do riso é transversal a todas as idades. Há cada vez mais séniores a praticar esta modalidade.

Sobre Madan Kataria

Este médico indiano desenvolveu vários estudos e chegou à conclusão de que o riso ajuda no processo de recuperação de todas as doenças e desequilíbrios.

Em 1995 criou a Fundação Internacional do Yoga do Riso e, dez anos depois, em 2005, fundou o “Dr. Kataria’s Scholl of Laughter Yoga”.

Atualmente, existem mais de 5 mil clubes de riso espalhados pelo mundo.

Veja a galeria de fotografias da sessão de Yoga do riso no quartel dos Bombeiros Voluntários de Queluz, Lisboa:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Onde praticar Yoga do riso?

Existem, em Portugal, vários locais onde se pode praticar o Yoga do riso. António Fernandes é professor no núcleo de Sintra da ADFA.

Ainda em Lisboa há, por exemplo, a Associação de Terapia e Meditação Yoga do Riso. Mais a norte temos a Escola do Riso na Lousã ou o Clube do Riso no Porto.

Existem, ainda, projetos disseminados por todo o país como o ‘Muda com o Riso‘, que também está nas ilhas, ou o espaço de equilíbrio Prama (da associação mundial Ananda Marga).

Para além disto, não é difícil encontrar grupos que oferecem cursos de Yoga do riso a pessoas particulares ou empresas.

Patrícia Silva

Fontes:

http://www.escoladoriso.com/content/blogcategory/13/70/

http://atitudesorrir.wordpress.com/particulares/yoga-do-riso/

http://idademaior.sapo.pt/tempos-livres/formacao/rir-e-o-melhor-remedio/

http://www.yogariso.com/?a=home

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s