Hiperlocal / Nacional

Carnaval como protesto

Um desfile à margem do Carnaval de Lisboa foi a escolha de várias juntas de freguesia para esta terça-feira de Carnaval, como forma de protesto contra o processo que visa a extinção de freguesias.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Um corso que começou junto ao Castelo, Largo do Caldas e Mosteiro de S. Vicente, e que encontrou mais seguidores no Largo de Santa Marinha, desfilaram pelas ruas dos bairros de Alfama e Castelo, com o som dos tambores a rufar, uma pequena paragem no Lardo das Portas do Sol foi o suficiente para se encontrarem com os membros do desfile de São Vicente de Fora, terminando no Largo do Chafariz de Dentro, em frente ao Museu do Fado.

Principalmente para os mais novos, este desfile juntou cerca de uma centena de pessoas, numa festa de Carnaval, com música, espírito festivo e claro cheio de serpentinas e confetes.

A organização do desfile é das juntas de freguesia de Santo Estêvão, da Madalena, do Castelo e de São Vicente de Fora, que contam com o apoio do Sport Benfica Corvense, do Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Pampilhosa da Serra, do Grupo Sportivo Adicense, da Casa de Lafões, da Casa da Comarca da Sertã, do Colectivo Cultural «O Bacalhoeiro», do Grupo Desportivo do Castelo, da Voz do Operário, do Grupo dos Nove, do Mirantense Futebol Clube, da Academia Leais Amigos e do Centro Ases de Santa Clara, bem como da PSP, dos Bombeiros Voluntários do Beato e dos Bombeiros Voluntários de Lisboa.

Para terminar, no Largo do Chafariz de Dentro, houve baile e muita animação para todos.

Mas o que é diferente neste Carnaval? As juntas de Santo Estêvão, Madalena e Castelo decidiram, este ano, não integrar o Carnaval de Lisboa, que é organizado pela Câmara Municipal de Lisboa (CML) e a EGEAC, empresa municipal responsável pela gestão de equipamentos e animação cultural, como forma de protesto contra o processo de extinção de freguesias, contra, também, o papel assumido pela maioria que governa o município, bem como pelos eleitos do PSD e do CDS.

O «Carnaval de Lisboa» foi no dia 9 de fevereiro, sexta-feira, e contou com o um desfile do Rossio até ao Terreiro do Paço e terminou com um espectáculo circense do Chapitô e um concerto dos Orelha Negra.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s