Nacional

Eventos desportivos com policiamento obrigatório

O Presidente do Sindicato Nacional da Polícia (SINAPOL) quer que a lei de policiamento seja revista e alterada. As declarações vêm no seguimento da falta de desportivismo demonstrada pelos adeptos durante o jogo de ontem, entre o Braga e o Paços de Ferreira.

"Um presidente de um clube, por aquilo que hoje aconteceu, pode ser responsabilizado criminalmente”, disse o presidente SINAPOL(Fotografia do: http://sensivelmenteidiota.blogspot.pt)

Um presidente de um clube, por aquilo que hoje aconteceu, pode ser responsabilizado criminalmente”, disse o presidente SINAPOL
(Fotografia do: http://sensivelmenteidiota.blogspot.pt)

A atual legislação permite que sejam os clubes a decidir se querem ou não policiamento nos eventos desportivos.

Armando Ferreira, presidente do SINAPOL, disse à Lusa que esta lei deve ser alterada com a “máxima brevidade” e que o que aconteceu era espectável uma vez que os clubes estavam “a jogar com muito risco.”

Em causa está o jogo da Liga de Futebol de ontem à noite, entre o Sporting de Braga e o Paços de Ferreira, os adeptos envolveram-se em confrontos no Estádio Municipal do Braga. Os minhotos obrigaram os pacenses a refugiarem-se no relvado, atrás de uma das balizas, para evitarem mais conflitos.

“O erro legislativo que foi criado foi dar essa opção aos clubes que depois, por medidas economicistas, decidem não requisitar o policiamento. Era expectável o que aconteceu hoje. Eu peço que o Ministério da Administração Interna reveja esta legislação e a altere com a máxima brevidade e aos clubes e aos presidentes de clubes que não corram mais riscos”, pediu Armando Ferreira.

O presidente do Sindicato da Polícia assegurou estar em causa a segurança de quem assiste a um jogo de futebol e dos próprios polícias. E acrescentou que, caso a lei não sofra alterações, os clubes têm de “repensar a sua política de requisitar ou não policiamento desportivo porque, se calhar, em casos de indemnização que os adeptos possam vir a desencadear contra os clubes por se sentirem inseguros ou terem sido agredidos, vai sair mais caro aos clubes não requisitar os polícias.”

Patrícia Silva

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s