Internacional

Brasil quer descobrir ADN da Cocaína

Conhecer o “ADN” da cocaína pode ajudar a descobrir, não só a origem da matéria-prima, como o local do processo de refinamento.

O diretor da Polícia Federal, Leandro Daiello, disse na quinta-feira à agência EFE, que estão a desenvolver um projeto que permita conhecer o ADN da cocaína, de forma a que se possa saber qual a origem do produto analisado.

Leandro Daiello afirmou à agência espanhola, EFE, num fórum na Bolívia, que o objetivo deste projeto de longa duração, é “detetar cientificamente a origem da droga e pode ajudar a descobrir, não só a origem da matéria-prima, como o local do processo de refinamento.

Os únicos países do mundo a cultivar a folha de coca são a Bolívia, a Colômbia e o Perú. Depois do processo de refinamento, foram produzidas mil toneladas anuais, segundo os números das Nações Unidas citados pela EFE.

O diretor da Polícia Federal explicou ainda que, em La Paz, já foi colocada em funcionamento uma base de dados, e afirmou que 59% da droga apreendida em 2010 no Brasil era precedente de tráfico boliviano.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s