Internacional

Absolvidos ex-minitros ruandeses condenados por envolvimento em genocídio

Dois ex-ministros ruandeses foram absolvidos de implicações no genocídio no Ruanda em 1994, depois de terem pedido recurso da sentença de 30 anos de prisão, em 2011.

 

Justin Mugenzi, ministro do Comércio, e Prosper Mugiraneza, da Função Pública, foram condenados pelos juízes de primeira instância, em setembro de 2011, a 30 anos de cadeia por “participação numa conspiração para cometer genocídio” e “incitação direta ao público ao genocídio” contra a minoria Tutsi no Ruanda, em 1994. Após o pedido de recurso à Câmara de apelo do Tribunal Penal Internacional de Ruanda, presidida por um juiz norte-americano, os dois antigos ministros foram absolvidos e foi ordenada a sua libertação imediata.

 

Segundo avança o jornal Público, após a leitura do recurso, Mugenzi declarou que “ninguém mais dirá que o Governo planeou o genocídio”. Já o presidente da associação de sobreviventes, Jean-Pierre Dusingezemungu, mostrou-se “consternado” e afirmou que esta “é uma forma de apoiar os negacionistas” e também “uma recusa em mostrar que o genocídio foi preparado”.

 

Mariana Paiva Cardoso

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s