Internacional / Notícias

Lance Armstrong – O final de um herói

Lance Amrstrong - A que de um mito(Fonte: Wikipédia)

Lance Amrstrong – A que de um mito
(Fonte: Wikipédia)

Lance Eduard Armstrong é uma lenda viva do desporto mundial. Pelos melhores e agora, pelos piores motivos. Nascido em 1971 no Texas, Lance praticou natação enquanto era pequeno, levantando-se todos os dias às 5 da manhã para treinar. Aos 13 anos começou a praticar triatlo e venceu o concurso “Iron Kids Triathlon”.

Já em jovem, Lance arrecadou inúmeras medalhas e rapidamente se tornou profissional do ciclismo. Aos 21 anos venceu o campeonato do mundo de ciclismo em estrada, sendo um dos participantes mais jovens de sempre.

Em 1992 assinou contrato com a Motorola e começou a carreira como profissional na corrida clássica San Sebastian, terminando a prova em último lugar. Apenas 3 anos depois, Lance venceu essa mesma prova.

Video tributo a Lance Armstrong

Seguiu-se o campeonato do mundo em Oslo, e um ano depois a primeira vitória numa etapa do Tour de France. Após começar-se a impor nas grandes provas mundiais, Lance teve uma inflamação na virilha, e habituado a ignorar a dor não lhe deu importância, até que a inflamação complicou-se provocando-lhe vómitos e enxaquecas. È aqui que a vida do ciclista começa a dar a maior volta de sempre. É diagnosticado um cancro no testículo e dois tumores, do tamanho de bolas de golfe, num pulmão e no cérebro.

Lance Armstrong começa aqui uma batalha contra a vida, onde mostrou a força de vontade que lhe era característica. “Enganas-te na pessoa ao escolheres um corpo para viver, cometeste um erro porque escolheste o meu” afirmou Lance numa entrevista poucos dias depois de saber o diagnóstico.

A equipa de Lance rescindiu o contrato que tinha, atirando o ciclista para a penúria, obrigando-o a vender carros e casa. Aos 25 anos Lance Armstrong confessa numa conferência de imprensa que os médicos apenas lhe deram 40% de esperança de vida. Mesmo assim, Armstrong não desistiu. Conheceu a sua mulher em 1997 e com ela teve 3 filhos.

Lance fundou a fundação “Livestrong” para a luta contra o cancro, e relatou em vários livros, a sua própria história, para demonstrar que se pode superar tudo com força de vontade. O primeiro livro do ciclista “Its not about the bike” vendeu milhares de exemplares, tal como a biografia que escreveu “Vontade de vencer – A minha corrida contra o cancro”.

Em 1998 a equipe U. S. Postal Service contratou Lance Armostrong, apadrinhando o seu regresso à estrada e ao ciclismo. Foi nessa mesma época que as suspeitas do uso de doping por parte de Lance começaram a surgir.
O uso da droga chamada EPO, que simula o efeito da Testosterona no organismo, fazendo com que o metabolismo funcione de forma mais eficiente, foi a primeira aventura de uma história que se arrastou até aos dias de hoje.

O regresso ao ciclismo não foi fácil, tendo mesmo Lance ponderado desistir, porque os resultados não estavam a ser os esperados. No entanto, foi forte novamente e decidiu combater o insucesso, inscrevendo-se na volta à França de 1999, que acabou por vencer, contra todas as expectativas. Desde então, até hoje, Lance Armstrong venceu mais 6 voltas a França.

Após retirar-se em 205, Lance Armstrong teve várias reaparições em diversas provas, terminando definitivamente a 23 de Janeiro de 2011, aos 39 anos.

A vida no doping

Envolvido em várias suspeitas e investigações, Armstrong nunca foi realmente condenado pelo uso de substâncias ilegais, mas muitas foram as insinuações de suborno do ciclista à UCI e à WADA (Agência Mundial Anti-Doping), através de donativos significativos.

Em 2011, Lance volta a ser acusado do uso de doping, desta vez por colegas de equipa da US Postal. Há alguns anos atrás, dizia-se, que se Tyler Hamilton um dia resolvesse contar o que sabe, toda a verdade sobre Armstrong se saberia. Depois de muitos anos a negar, Tyler resolveu contar tudo o que sabia. O FBI conduziu uma investigação que comprovou que Lance Armstrong usou doping em todas as voltas a França que participou. Em Junho de 2012 Armstrong foi acusado formalmente do consumo de substâncias ilícitas, baseando-se em amostras sanguíneas de 2009 e 2010 e em testemunhos de outros ciclistas.

Reportagem sobre a confissão de Tyler Hamilton

Entrevista final

Em entrevista ao programa Oprah’s Next Chapter, exibido na semana passada, Lance Armstrong admitiu que se dopou em todos os anos em que ganhou a Volta da França. O ex-ciclista revelou o uso da hormona Eritropoietina, conhecido como EPO, de testosterona e de transfusões de sangue para melhorar seu desempenho. “Tinha acesso a coisas que melhoravam muito o meu desempenho como atleta. O meu cocktail era muito simples. Eu usava um pouco de EPO, transfusões de sangue e testosterona”, contou o ex-atleta.

“Os testes mudaram muito. Antigamente, eles não iam até casa, não iam ao meu treino. Agora, o ênfase não é nas competições, o que é certo. Em 1999, não se faziam exames fora das competições, por isso eu nunca iria ser apanhado, porque estava limpo nas corridas. Duas coisas mudaram: os testes fora da competição e o passaporte biológico, que realmente funcionou”.

Após a confissão, o ex-atleta afirmou que julga ser humanamente impossível vencer a Volta da França sete vezes sem o uso de doping e que, quando voltou à competição, obtendo a terceira colocação em 2009 e a 23ª em 2010, não fez uso de nenhuma substância proibida.

Durante a entrevista, Armstrong afirmou ainda que a imagem de herói construída à volta dele fez com que ele tivesse dúvidas em contar em público a verdade.

“Essa é a melhor pergunta. Não sei se tenho uma resposta. Agora, é tarde demais para mim e para a maioria das pessoas. Eu construí uma grande mentira”, disse o ex-ciclista, quando questionado sobre os motivos que o fizeram esconder o doping. “Eu sei a verdade, sei que a verdade não é o que eu disse. A história foi tão perfeita por tanto tempo. Tu superas uma doença, vences a Volta da França sete vezes, tens um casamento perfeito… é a história perfeita”, completou o americano, que verá agora o seu processo ganhar novos contornos.

Veja a entrevista completa:

Telmo Botelho

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s