Nacional / Notícias

Governo pondera colocar novas portagens

O governo apresentou um relatório à troika, em novembro de 2012, no qual estuda a introdução de novas portagens.

Aumento de pórticos em autoestradas(Fonte:fotos.sapo.pt)

Aumento de pórticos em autoestradas
(Fonte: fotos.sapo.pt)

As autoestradas mais afetadas serão as ex-Scut. A sigla SCUT é uma abreviatura de “sem custo para os utilizadores”. Uma autoestrada em cujos os custos eram suportados pelo Estado Português é uma SCUT.

Neste modelo, o Estado substitui-se ao utilizador no pagamento da portagem, utilizando o dinheiro dos contribuintes. O Estado entrega a construção e manutenção da autoestrada a um consórcio privado, pagando a este uma tarifa por cada veículo que circula nessa via.

As autoestradas ex-Scut mais atingidas no relatório pertencem à região Norte, nomeadamente as cidades de Viana, Maia, Aveiro e Porto. Só na ex-Scut do Norte Litoral, o número de pórticos passará dos atuais quatro para onze.

Na Grande Lisboa foi avaliado passar a haver pagamentos em dois novos pórticos na A16.

O presidente da (FECTRANS) Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações ,José Manuel Oliveira, está contra a criação de novas portagens, referiu que “a FECTRANS está solidária com todas as comissões de utentes, com a população que queira lutar contra a aplicação destas portagens e contra as portagens que já existem nas SCUT”.

O Governo prevê conseguir entre 47 a 70 milhões de euros com as novas portagens.

Tiago Torres

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s