Nacional

Empresários da diversão prometem lutar até ao fim

Cerca de uma centena de empresários da diversão estão, hoje, concentrados junto ao Palácio de S. Bento, em Lisboa, naquele que é o segundo dia de uma jornada de protestos, que prometem só terminar quando o Governo atender às reivindicações do setor.

Segundo dia de protestos dos empresários dos carrosséis

Segundo dia de protestos dos empresários dos carrosséis

“Exigimos três minutos frente a frente com o primeiro ministro. Nenhuma instituição funciona só com documentos, tem de haver sensibilidade olhos nos olhos entre instituições e ministérios” – é este o pedido feito pelo presidente da Associação Portuguesa de Empresas de Diversão (APED), Luís Paulo Fernandes, a Pedro Passos Coelho.

No segundo dia de luta, os empresários concentraram-se junto ao Palácio de Belém. No entanto, para que o trânsito não fosse perturbado, a polícia ordenou que ficassem numa das ruas paralelas à Calçada da Estrela, a avenida principal. Acabaram por “ser colocados” precisamente em frente a uma escola, na rua Borges Carneiro.

“Entreguei um requerimento à diretora da escola a pedir que exija ao Governo que estejamos a 100 metros da Assembleia da República e pedi-lhe também desculpa pelo barulho que estamos a fazer. Estão a usar estas crianças para que não nos possamos manifestar livremente. Mas não culpem nem as crianças nem estes homens (polícias) que também precisam de trabalhar para governar as suas famílias, nós somos mais inteligentes e o que está a acontecer neste momento é culpa dos políticos que temos” – disse, ao microfone, Luís Fernandes aos colegas de profissão.

O presidente da APED promete continuar a lutar até que o assunto esteja resolvido. “Conseguir que o IVA desça não é o nosso primeiro objetivo, primeiro queremos dar pão e educação aos nossos filhos e netos criando novas leis exequíveis para o setor ambulante e itinerante” – garantiu.

A maior parte dos empresários ainda não se juntou às manifestações

São 18 mil os empresários ligados a este setor e 220 os associados da APED. Apesar da centena de homens que já se está a manifestar, muitos ainda não quiseram sair à rua. Luís Paulo Fernandes explicou porquê: “as pessoas desconfiam do que lhes pode acontecer mas pior do isto já não pode ficar”, e deixou o apelo: “fazem falta homens para defender os pequenos negócios. Se todos trouxerem as pessoas que trabalham consigo ficamos mais fortes. Eu luto pelos meus direitos, quando eles (quem não está presente) acordarem farão o mesmo que nós”.

Dinheiro que têm mal dá para sobreviver

Joaquim Fernandes é do Norte e, como todos os empresários de carrosséis, só faz feiras durante o Verão. “Muita gente esquece-se que só trabalhamos nos meses de Verão, neste momento estamos a viver daquilo que ganhámos em anos anteriores porque o dinheiro do ano passado já se gastou todo” – garantiu.

Jaime Silva, colega de profissão, assegurou que a situação é insustentável se nada mudar: “Trabalho só seis meses mas pago impostos durante um ano inteiro. Para além dos impostos ainda tenho de pagar as inspeções e reparações que têm de ser anualmente feitas ao material, é impossível sobreviver desta maneira”.

José Monteiro, outro empresário presente nos protestos, afirmou que este setor nunca deveria sequer ter saído da área da “cultura”: “Desde sempre pertencemos ao ministério da cultura, tínhamos o IVA a 6% como os teatros, o circo, os salões de jogos e o cinema, por exemplo. Excluíram-nos desse setor e dizem que agora pertencemos ao do “lazer”, e, por isso, temos de pagar 23% de IVA, não é justo”.

Há um ano atrás, a taxa do IVA subiu 17% para os empresários da diversão, porque passaram a pertencer à categoria do “lazer”. Neste momento, são obrigados a pagar 23% de IVA e querem, por isso, voltar a ser considerados “cultura”, setor onde o IVA está taxado a 13%.

Fotogaleria:

Patrícia Silva

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s